Presidente nacional do PSD, o ministro Gilberto Kassab pediu nesta terça-feira (1º) que se retirassem do partido os deputados que votarem a favor da denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer. 

A sigla fechou questão e determinou que os parlamentares sejam contrários à ação do procurador-geral da República Rodrigo Janot. A votação está prevista para esta quarta (2).

 

“Não vamos expulsar ninguém, mas pedimos que aqueles que não votassem se afastassem do partido”, afirmou Kassab, em entrevista ao Bahia Notícias, logo após a reunião com a bancada baiana da sigla na Câmara. Ele justificou que é “muito difícil” se colocar contra o governo e disse não ser possível abrir mão do voto deles. Com o ultimato, o ministro espera que os parlamentares não desobedeçam a determinação da agremiação. “Tenho certeza que eles vão refletir e verão que a posição do partido é correta. Eu estou na expectativa de que eles vão caminhar conosco. Diria que quase convicto”, avaliou.

 

Bahia Notícias