Quinze dias depois de ser demitido pelo Flamengo, no dia 6 deste mês, o técnico Zé Ricardo assinou hoje (22) contrato com o grande rival do rubronegro, o Vasco, e vai substituir Milton Mendes, demitido após perder para o Bahia, por 3x0, no domingo. Zé Ricardo caiu ao ser derrotado por outro clube baiano, o Vitória, por 2x0.


O contrato com o Vasco vai até o fim do ano, com renovação automática caso o técnico alcance metas como a classificação do time para a Copa Libertadores. Ele estava se preparando para viajar em outubro para um intercâmbio no exterior, mas aceitou o convite do Vasco e adiou a viagem.


Zé Ricardo trabalhou no Flamengo durante 15 anos e assumiu a direção do time profissional no dia 26 de maio de 2016, depois de conquistar, com o time de juniores, a Copa São Paulo, o principal torneio da categoria no país, derrotando o Corinthians na final. Seu retrospecto no time profissional é de 47 vitórias, 25 empates e 17 derrotas, com aproveitamento de 62,2%, incluindo o título carioca invicto de 2017.


Apesar da longa permanência no Flamengo, foi no Vasco que Zé Ricardo começou a carreira de técnico, no futsal cruzmaltino. Ao deixar o Flamengo, após a 19ª rodada do campeonato brasileiro, o clube era o 5º colocado na série A, com 29 pontos, dentro da zona de classificação da Libertadores. Agora, dirigido pelo colombiano Reinaldo Rueda, o Flamengo continua na mesma posição, mas com 32 pontos.


Zé Ricardo assume o Vasco com o time em 16º lugar, última posição antes da zona de rebaixamento, com 25 pontos. A seguir estão o São Paulo (17º), 23; Vitória (18º), 22; Avaí (19º), 22 e Atlético GO (20º), 15 pontos. A estreia de Zé Ricardo no comando do Vasco, já está marcada: será no próximo sábado (26), contra o Fluminense, às 16h, no Maracanã, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.


Copa do Brasil


Nesta quarta-feira (23), serão definidos os finalistas da Copa do Brasil: no Rio, jogam Flamengo e Botafogo e em Belo Horizonte, Cruzeiro e Grêmio. Nos jogos de ida, o Grêmio derrotou o Cruzeiro por 1x0, em Porto Alegre, e Botafogo e Flamengo empataram por 0x0, no Engenhão.


Com esses resultados, o Grêmio joga pelo empate, enquanto ao Cruzeiro só a vitória por mais de um gol de diferença interessa para ir à final: se vencer por 1x0, a vaga será decidida nos pênaltis. No Rio, um novo empate de 0x0 leva a decisão para os pênaltis e empate com gols classifica o Botafogo, pois gol marcado fora de casa vale como critério de desempate. O Flamengo precisa de uma vitória por qualquer placar para se classificar.

 

AB