O ano de 2016 pode ser considerado perfeito para Cristiano Ronaldo. Além de conquistar a Bola de Ouro e o prêmio “The Best”, da Fifa, pela quarta vez, fora os títulos da Liga dos Campeões e da Eurocopa, o craque do Real Madrid terminou o período como o atleta mais bem pago do mundo, de acordo com a revista “Forbes”. Os números foram divulgados na noite desta quinta-feira.

CR7 arrecadou nada menos que US$ 88 milhões (cerca de R$ 275 milhões), sendo US$ 56 milhões (cerca de R$ 175 milhões) dessa receita apenas de salário com o Real Madrid. Os outros US$ 32 milhões (cerca de R$ 100 milhões) foram obtidos por meio de contratos comerciais. Na segunda posição aparece o argentino Lionel Messi, do Barcelona, que arrecadou US$ 81,4 milhões no ano passado. Apenas os dois maiores jogadores de futebol do mundo integram o top 10.

 

Os demais esportistas mais bem pagos são de outras modalidades: o jogador de basquete LeBron James (US$ 77,2 milhões), o tenista Roger Federer (US$ 67,8 milhões), o jogador de basquete Kevin Durant (US$ 56,2 milhões), o tenista Novak Djokovic (US$ 55,8 milhões), o jogador de futebol americano Cam Newton (US$ 53,1 milhões), o golfista Phil Mickelson (US$ 52,9 milhões), o golfista Jordan Spieth (US$ 52,8 milhões) e o ex-jogador de basquete Kobe Bryant (US$ 50 milhões).

 

Na relação da “Forbes“, apenas um brasileiro aparece na lista: Neymar é o 21º colocado, com US$ 37,5 milhões. Já em relação às mulheres, somente as tenistas Serena Williams e Maria Sharapova, respectivamente 40º e 88º lugar, estão na lista.