Acabou. De novo. Mais uma vez. Bruna Marquezine anunciou, na noite desta quinta-feira, 18, o fim do namoro com Neymar. “Sim, terminamos. Foi uma decisão que partiu dele”, disse a atriz à “Vogue”, num evento de moda que aconteceu no Jockey Club, de São Paulo.

 


Marquezine preferiu não citar a razão que motivou o fim do relacionamento com o jogador, mas garantiu que não foi por divergência política — a atriz tem se posicionado contra Jair Bolsonaro, e Neymar já curtiu um post favorável ao candidato à Presidência da República.


“Vou pedir que não se prolongue esse assunto, porque normalmente não falo da minha vida pessoal, espero que sejam compreensivas comigo. Existe muito respeito e carinho por ele e por tudo o que a gente viveu. Só queria esclarecer que esse término não foi por desentendimento político, como ouvi e li na internet muita gente dizendo por aí. E só quero esclarecer esse ponto porque estamos vivendo um momento muito crítico e perigoso, um momento de muito ódio, e, não, o término não teve nada a ver com isso”, disse a atriz.

 

 

O Globo