O Corinthians finalmente conseguiu acertar a venda de Alexandre Pato. Na tarde desta segunda-feira, o clube aceitou a proposta de 3 milhões de euros (R$ 11 milhões) do Villarreal e aguarda apenas os detalhes finais do contrato para anunciar oficialmente a saída. Segundo apuração do FOXSports.com.br, o atacante receberá um salário de cerca de R$ 915 mil mensais. O tempo do vínculo, porém, ainda não foi definido.

O ex-camisa 7 do Milan é um pedido do técnico Marcelino García, que vê no atleta brasileiro uma oportunidade barata de encontrar um novo “homem-gol”.

 

Contratado em 2013 pelo Timão por R$ 40 milhões, o atacante não conseguiu se firmar como jogador alvinegro. Naquele ano, o atleta desperdiçou um pênalti nas quartas de final da Copa do Brasil, diante do Grêmio, e ficou sem espaço no elenco. A solução foi um empréstimo de um ano e meio com o São Paulo, que cedeu os direitos do meia Jadson em troca.

 

De volta ao Corinthians no início de 2016, Alexandre Pato não foi utilizado por Tite e acabou novamente emprestado, desta vez para o Chelsea. No clube londrino, porém, o brasileiro não conseguiu ser titular e retornou ao time paulista em julho.

 

Sem encontrar uma equipe interessada na compra, o Timão e o treinador Cristóvão Borges já cogitavam a utilização do atacante no Campeonato Brasileiro. O plano era relacioná-lo para a partida contra o Figueirense, mas questões físicas e técnicas fizeram com que a comissão técnica mudasse de ideia.

 

Antes de Villarreal, a Lazio sondou a contratação de Alexandre Pato a pedido do técnico Marcelo Bielsa. A demissão do comandante argentino, entretanto, encerrou as negociações.