A Delegacia Regional de Estância efetuou mais de 780 prisões e 80 apreensões de adolescentes nos últimos três anos. Os dados são referentes ao período de março de 2016 e de 2019, e fazem parte de um levantamento realizado junto a Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (Ceacrim).

De acordo com o levantamento, no período, foram realizadas 788 prisões, decorrentes de flagrantes e cumprimentos de mandados de prisão; além de 89 adolescentes, apreendidos em decorrência da prática de atos infracionais. Além desses números, foram remetidos 808 inquéritos policiais para o Poder Judiciário.

 

Segundo o delegado Allan Faustino, responsável pela coordenação da unidade policial e demais delegacias da região, os resultados são fruto do planejamento estratégico adotado pela Polícia Civil, no tocante às investigações, elucidação de crimes e cumprimento de sentenças judiciais.

 

“Os números são reflexos da dedicação e do empenho de toda a equipe no combate ao crime, destacando a prioridade no combate aos crimes contra a vida, ao patrimônio e tráfico de drogas; visando melhorar a qualidade de vida da população local”, destacou.

 

A delegacia

 

A equipe de agentes e escrivães da Delegacia Regional de Estância é composta por três delegados, responsáveis pelas investigações específicas de crimes como homicídios (Allan Faustino); narcóticos e entorpecentes (Vivianne Jardim); e crimes contra o patrimônio, como roubos e furtos, assim como demais ações criminosas (Cledson Ferreira).

 

SSP