Os dados abragem os primeiros 11 meses do ano de 2016

Dados estatísticos cedidos pela Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci) fazem um levantamento sobre inquéritos, prisões e apreensões no município de Estância no período que abrange do mês de janeiro ao mês de novembro do ano de 2016.

Este ano foram registrados 213 inquéritos policiais concluídos, um aumento de cerca de 43% em relação ao mesmo dado no ano passado. Desde 2012, as prisões em flagrante cresceram de 73 para 189, ou seja, mais que dobrou num período de quatro anos.


Ao longo de 11 meses foram registradas 284 prisões na região. Destas, 95 são decorrentes do cumprimento de mandados de prisão, um crescimento de 37,71% se comparado ao ano anterior. Enquanto isso, a taxa de detenção de homicidas até o mês de dezembro teve uma redução de 17,39%.


Do número total de prisões registradas, em torno de 81% das pessoas detidas foram indiciadas. Além disso, cerca de 39 armas foram apreendidas este ano, o que representa uma redução de mais de 50% em relação ao ano de 2012 e um aumento de 5,41% em relação ao ano de 2015.


O delegado Allan de Freitas, que está alocado em Estância desde março do presente ano, atribui o crescimento do número de prisões à efetividade, integração e dedicação das equipes. “Além dos policiais que cobrem o plantão, temos os policiais da própria delegacia disponíveis 24h”, afirma o delegado.

 

SSP/SE