O presidente Michel Temer (PMDB) colocou o governador Jackson Barreto no canto da parede e condicionou a liberação do empréstimo de R$ 560 milhões ao apoio dos deputados que são seus aliados.

Dos seis, Fábio Reis, Fábio Mitidieri, Laércio Oliveira, Jony Marcos, Adelson Barreto e João Daniel, apenas este último, por ser do PT, está liberado. Os outros (cinco) deverão ser convencidos por JB a votar a favor da reforma da Previdência. Até lá, Jackson terá cinco (five) festas para convencê-los. Natal, Ano Novo, Bom Jesus, Santos Reis e Carnaval.

 

BBB


A empresa 3B Locações, que presta serviços urbanos em N.S. Aparecida, informou aos seus funcionários que os mesmos não receberão o 13º salário. Os garis, margaridas e agentes de serviços gerais lamentam a insensibilidade da prefeita, Vera Sousa, que até agora não denunciou a empresa relapsa. Já os vereadores não estão nem aí nem vão chegando.

 

Carne moída

 

A Câmara de Vereadores de Aracaju aprovou projeto de autoria do vereador Vinicius Porto (DEM) que proíbe a venda de carne moída sem que a mesma seja triturada na presença do consumidor. A iniciativa foi bem recebida pela população pois evita a possibilidade de alguém mastigar carne de pescoço ao preço de filé.


Línguas afiadas


Comandando o DEM, Mendonça Prado fará dobradinha com João Fontes nas eleições de 2018. O primeiro candidato ao governo e o segundo ao senado. Juntos, prometem incendiar a campanha eleitoral. Dizem que os Palácios vão tremer.


Feijoada incompleta


Marcio Macedo, pré-candidato a deputado federal pelo PT, ofereceu uma feijoada a um grupo de amigos que apoiam o seu projeto. A suculenta gororoba teve charque, toucinho, pé de porco, orelha, rabinho, paio e costelinha. A ausência de Eliane Aquino (PT) deixou o caldeirão um tanto insosso. A vice-prefeita deve ser, também, candidata a deputada federal. Por isso, não foi ao rega bofe.


Assombração


O prefeito Edvaldo Nogueira e o governador Jackson Barreto decidiram exonerar todos os ocupantes de cargo em comissão, logo após o Natal. O medo da operação “caça fantasma” motivou a medida que está sendo justificada como enxugamento da máquina. Pelo sim, pelo não, como o Jarbas está de olho é melhor pôr as barbas de molho.


Bloco na rua


O TSE julga, logo após o carnaval, 12 políticos sergipanos denunciados no caso das verbas de subvenção da Assembleia Legislativa. Diante de tamanha expectativa, pode-se afirmar que, literalmente, esse ano (2018) não será igual àquele que passou...


Engraçado!


As principais correntes políticas sempre têm oportunidade de, momentaneamente, serem Governo. Nesta condição, poderiam, muito bem, realizar as mudanças que propõem quando estão na oposição. Isso vale para as esferas federal, estadual e municipal.


Engraçado! 2


Os exemplos desse “jeito de ser” acontecem quase que diariamente. Recentemente, o ex-vereador Emmanuel Nascimento disse achar excessivo o tamanho do recesso dos edis aracajuanos. Pois bem. O ilustre e proativo homem público foi, por anos e anos, presidente da Câmara Municipal e não promoveu a respectiva e justa reivindicação.


Bom nome


O suplente de senador, Kaká Andrade, está sendo incentivado por muitos amigos para ser candidato a deputado federal, como representante do sertão. Alegam que a região está órfã e ele, radicado em Canindé e conhecedor das necessidades regionais, seria o melhor representante. É caso para pensar.


Dinheiro na conta


Laranjeiras, Pirambu, Estancia, Itabaiana e alguns outros municípios já pagaram o salário de dezembro aos seus servidores. A FAMES bem que poderia promover um Seminário, com todos os prefeitos, a fim de que possam passar por uma reciclagem administrativa.


Suscintamente


O empresário Walter Franco fez uma análise do memento político do Brasil. Falando na sua TV foi curto e grosso, bem ao seu estilo e com poucas palavras. Mais lacônico do que ele só mesmo o cara do Posto Ypiranga.


Por: César Cabral - 33ª Edição da Coluna na Gazeta de Estância
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.