Casamento da raposa


Segundo a lenda, chuva em dia ensolarado simboliza o casamento da raposa. Chuva e sol representam situações climáticas opostas.

Essa aproximação demasiada entre Jackson Barreto e André Moura, integrantes de duas correntes políticas extremamente opostas, já está incomodando alguns aliados, tanto de um lado como do outro. Pior do que o incômodo causado, é a triste lembrança do passado,quando, certa vez, dois opostos juntos (por debaixo dos panos) numa mesma eleição provocaram a proliferaçãodo chamado “voto camarão”. Tem muita gente com o desconfiômetro ligado!


Bico calado

Ao saber que Rogério Carvalho (PT) não está gostando dessa “amizade”, ameaçando até romper caso os dois façam qualquer entendimento, Jackson Barreto foi curtíssimo e grossíssimo. “Rogério está falando demais”. É isso aí, bicho!

Barriga cheia


Depois desse “pito”, JB convidou Rogério Carvalho para almoçar e jogar conversa fora. Entre uma garfada e outra, Jackson garantiu que na composição da chapa majoritária a outra vaga para o senado é dele, Rogério. E ele acreditou.


Alvoroço danado!


Não há como esconder a tensão elevadíssima nos bastidores da política sergipana. O ano mal começou e as pressões aqui e acolá se alternam constantemente. O nível de estresse varia com a notícia do dia, em cada freguesia. A declaração do deputado federal Laércio Oliveira (SD) dizendo que JB deve avaliar melhor se deve ou não ser candidato, em razão do descontentamento dos servidores públicos, esquentou, de vez, o caldeirão governista. Isso porque as palavras do deputado, simplesmente, traduzem as conversas dos corredores palacianos. Aguenta coração!


Chapéu emprestado


A prefeitura de Capela,mesmo sem ter pago o salário do mês de dezembro, gastará “uma nota” com a tradicional festa de fevereiro. O pior é que, ainda, não quitou todas as despesas com o animado São Pedro, do ano passado. Fazer festa com o chapéu dos outros, é muito bom!


A volta do boêmio

Na próxima sexta-feira, 26/01, o Bar e Restaurante O Mangaba, de Propriá, estará finalmente sendo reaberto ao público. Fechado por cerca de 30 anos, o tradicional “point” foi frequentado por intelectuais, artistas, políticos e, principalmente, pelos turistas e viajantes que faziam a travessia do rio São Francisco, por Propriá, no século passado. A sua reabertura será o ponto alto da festa de Bom Jesus, cuja programação está muito aquém da grandeza do evento.


Cala-te boca


O irrequieto advogado João Fontes, pré-candidato ao senado pelo PPS, revela que tem político ligando para os donos das emissoras de rádio pedindo para não lhe dar espaço. João, que fala pelos cotovelos, quer falar pelos microfones.


Um zero a mais


A juíza Telma Maria Santos Machado, da 1ª Vara Federal de Sergipe, deu prazo de 120 dias para o DENIT concluir a duplicação da BR-101, trecho Pedra Branca/Maruim. Seria muito bom que isso ocorresse. Provavelmente o órgão vai recorrer em todas as instâncias possíveis e vai empurrar com a barriga até onde puder. Pelo andar da carruagem, é coisa pra uns 1.200 dias.


Botando fé


O vice-governador Belivaldo Chagas ficou muito satisfeito com a visita que recebeu dos Pastores Virgínio de Carvalho Neto (suplente da senadora Maria do Carmo) e Joanan Menezes, vereador de N.S. do Socorro e, possivelmente, candidato a deputado estadual.


Quarta nobre


O julgamento de Lula, quarta-feira 24/01, vai parar o país. As torcidas contra e a favor ficarão grudadas na telinha do youtube. Realmente, o país está mudando. Se condenado, Lula poderá ser vizinho do amigo Sérgio Cabral, no mesmo condomínio.


Pensando bem

A psicodélica e quase ministra (do Trabalho) Cristiane Brasil, nunca trabalhou tanto e tanto trabalho deu para se firmar no Trabalho. Ainda bem que não deu, ainda. Coisa de louco!

Por: César Cabral - 36ª Edição da Coluna na Gazeta de Estância
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.