O Movimento Mulheres pela Vida de Estância, realizou na tarde desta terça-feira, dia 24, uma grande caminhada de luta contra violência a mulher e em defesa da vida. 

A manifestação que saiu do bairro Santa Cruz, reuniu representações do movimento social de mulheres, LGBT, entidades, familiares de vítimas, sindicalistas, políticos, sociedade estanciana e membros da imprensa, que chamaram a atenção da população sobre a violência doméstica que está acontecendo na cidade e que isso deve acabar.

 

Durante o percurso, os manifestantes fizeram duas paradas, uma em frente à Câmara de Vereadores que aprovou por unanimidade o PL 74/2017, que proíbe a discussão sobre ideologia de gênero nas escolas municipais. Em frente ao Poder Legislativo, os vereadores ficaram atentos as falas das pessoas que discordavam do referido projeto. Ainda nas ruas, já em frente ao Fórum Ministro Heitor de Souza, sindicalistas e mulheres do movimento externaram a dor das famílias, e cobraram justiça sobre o assassinato de Leda e outras vítimas.

 

Por SINDSEME

Confira aqui állbum de fotos: https://www.facebook.com/pg/gazetadeestancia/photos/?tab=album&album_id=1208840945885521