O clima entre os candidatos da mesma coligação, Rogério Carvalho (PT) e Jackson Barreto (MDB), que disputam o senado, não é nada bom. Ambos procuram se abrigar no guarda-chuva de Lula e tentam passar para o eleitorado, que são candidatos do barbudo.

Como só há vaga para um, Rogério Carvalho fez uma paródia com o comercial das sandálias havaianas, as legítimas, claro, dizendo-se o legítimo candidato do líder petista. Taxado de “denorex”, JB virou um fera e passou a atirar para todos os lados. Parece que ele não só solta as tiras como a língua. Misericórdia!

Vou cuidar de mim

Em entrevista a uma emissora de rádio, JB foi taxativo. Disse que doravante vai cuidar da vida dele, ou seja, vai se basear no artigo 1º de Lei de Muricy. Nessa reta final e disputa apertadíssima, não pode ser diferente. É cada um por si.

Vai ficar por isso mesmo?

A informação dada pelo jornalista Diógenes Brayner de que o dono de um Instituto de Pesquisa teria procurado um candidato majoritário para lhe colocar no topo das intenções de voto, ao que parece, não vai dar em nada. Se o Ministério Público Eleitoral não se importou, imaginem o Procom.

Fazer o que?

O caso virou assunto corriqueiro e em todas as esquinas é o assunto do momento. Comenta-se até que o valor da proposta foi de R$ 300 mil.

Peça de marketing

As pesquisas eleitorais se transformaram nas melhores peças de marketing nos últimos tempos. Depois que foram abolidas as camisas, material gráfico (quase nada), showmício, carro de som e outros atrativos, os marqueteiros se valem das pesquisas para promover seus contratantes. O pior é que tem muita pesquisa direcionada, ao gosto do freguês. Ou não?

Mídia astronômica

Alguns publicitários estão se movimentado acerca dos critérios de distribuição da mídia do Governo. Muitos estão insatisfeitos com a forma e quantitativo de valores que estão sendo praticados. Há informações sobre o montante que uma emissora de rádio recebe, mensalmente. Coisa de louco, dizem.

Seguindo Mateus

O PSD em Sergipe, que é comandado pelo deputado federal Fábio Mitidieri, destinou R$ 1 milhão para a candidata Maísa Mitidieri. R$ 200 mil para Jeferso Andrade enquanto Robson Viana e Adailton Martins receberam R$ 100 mil, cada. O evangelhista tava certo: irmão, primeiro os meus.

Sem chip

O projeto de autoria da vereadora Kitty Lima (Rede) que previa a colocação de chips em animais adotados, não foi aprovado pela Câmara Municipal de Aracaju. Por falar nisso, é bom verificar o estoque de tornozeleiras eletrônicas. De vez em quando, falta.

Parabéns pra você…

O Governo reconhece que deve quase um ano de aluguel do prédio onde está instalado o Instituto de Identificação. São quase R$ 700 mil que estão pendurados. Mesmo assim, a Justiça negou a ação de despejo movida pelo proprietário. Se fosse “Zé das Couves” já estaria no meio da rua.

Sessão do descarrego

Um representante do Bispo Edir Macedo esteve em Aracaju para uma reunião com Eduardo Amorim e o Pastor Heleno. O objetivo foi agregar a campanha dele com a de André Moura, juntamente com os prefeitos que acompanham o líder. O clima estava carregado.

Incoerência

A legislação eleitoral tem muita coisa difícil de explicar. Uma delas é a obrigatoriedade para um partido apresentar quantitativo mínimo de 30% de mulheres para disputar cargos, em relação ao número de candidatos do sexo masculino. Teve partido que teve dificuldade para apresentar candidatas. Já outros, promoveram um verdadeiro “pega na rua”, para cumprir a Lei.

Ao gosto do peru

De fora das eleições, José Carlos Machado acredita que o maior desafio para quem for eleito para governar é gastar menos e gastar bem. Ora, se gastar menos já é difícil imagine gastar bem. Sem dúvida, este é o grande desafio.

C’est fini

O TRE finalizou sexta (14/09), o julgamento de todos os registros de candidaturas apresentados. Foram analisados 518 registros, sendo 9 para governador, 9 para vice-governador, 14 para senador, 15 para 1º suplente de senador, 14 para 2º suplente, 123 para deputado federal (uma renúncia) e 334 para deputado estadual. Desses, 425 processos foram deferidos, 73 indeferidos e 8 recursos encaminhados ao TSE.

Por: César Cabral - 65ª Edição da Coluna na Gazeta de Estância
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.