A Assessora do deputado federal eleito, Valdevan Noventa (PSC), presa no mês de dezembro 2018, radialista Karina Liberal, teve prisão preventiva convertida em prisão domiciliar.

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE), decidiu pela prisão domiciliar após sessão realizada na tarde dessa quarta-feira (30).


A defesa da radialista havia pedido que a decisão que beneficiou Valdevan Noventa fosse estendida a ela, porém o desembargador Diógenes Barreto foi contrário à concessão, alegando que a decisão da liberdade ao deputado foi concedida pelo TSE. Por maioria, o Pleno decidiu pela conversão da prisão preventiva em domiciliar.


Após essa decisão do TRE, o juiz eleitoral irá determinar nesta quinta-feira (31) as medidas cautelares para que Karina Liberal cumpra.


Prisão – o mandado de prisão foi expedido no dia 18 de dezembro de 2018, pela juíza Soraia Gonçalves, da 2ª Zona Eleitoral, durante o interrogatório. A decisão decretada da prisão alerta que Karina Liberal solta pode ocasionar uma ameaça à ordem pública e ainda alegando conveniência à instrução criminal.


Com informações do jornal da Fan