Depois da assembleia geral entre a direção do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) com os funcionários do Hospital Amparo de Maria, em Estância, foi deliberado que a categoria continuará em greve por tempo indeterminado visto que o décimo terceiro salário e o salário de janeiro não foram pagos pela gestão.

A assembleia ocorreu na manhã desta sexta-feira, no próprio hospital. Na quinta-feira, 7, haverá outra assembleia para fazer um balanço da greve.


Sobre a reunião dessa quinta-feira, 28, com o secretário de Estado da Saúde, Valberto Lima, foi adiada para o dia 7, depois do feriado de Carnaval. Nesta sexta-feira, 1º, ainda houve audiência do Sintasa no Ministério Público do Trabalho para debater sobre a situação.


Só para recordar, com apoio do Sintasa, os trabalhadores do Hospital Amparo de Maria (HRAM) fizeram uma paralisação de 24 horas, na quarta-feira. Antes, o sindicato em acordo com os funcionários já tinham dado um prazo ao Governo do Estado e a gestão do hospital para que os problemas fossem sanados, mas com o término do prazo foi feita a paralisação. E como no período de 24 horas não houve negociação, a paralisação foi estendida para uma greve por tempo indeterminado.

 

Da Assessoria