Foi publicada, na manhã desta terça feira, 27, a decisão do Desembargador Ruy Pinheio da Silva, que determinou o retorno da categoria às suas atividades funcionais, sob pena de multa diária imposta ao Sindicato representante dos professores.

Foram realizadas várias reuniões entre os dirigentes da categoria do magistério e o Governo Municipal, nas quais, foram expostas pelos representantes do poder público a diminuição dos recursos federais repassados ao município; proposta de pagamento dos vencimentos de julho e agosto/2016; apresentação de acordo de pagamento da 4 (quarta) e da última parcela referente a gratificação natalina/2015 e a disponibilização de documentação comprobatória de todas as ações desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Educação.

 

No entanto, o diálogo e as propostas apresentadas não foram suficientes para garantir o retorno dos profissionais às atividades pedagógicas.


Diante do exposto, visando assegurar e garantir o direito público fundamental de todos os alunos, o Governo Municipal solicitou junto ao poder judiciário o retorno dos servidores grevistas às atividades.


Após a notificação oficial à Presidência do Sindicato, os servidores devem retornar as atividades normalmente.

 

Confira o arquivo oficial no site do TJSE: https://www.tjse.jus.br/pgrau/consultas/exibirIntegra.wsp?tmp.numProcesso=201600118321&tmp.dtMovimento=20160726&tmp.seqMovimento=1&tmp.codMovimento=342&tmp.tipoIntegra=1