Continuam dando o que falar as investigações em curso pelo Ministério Público Federal, e, agora, Polícia Federal, acerca das supostas candidaturas “laranjas”, ocorridas nas últimas eleições, em Sergipe.

O que se sabe, até o momento, é que algumas candidatas mulheres receberam considerável soma de recursos públicos e não apresentaram prestação de contas “aceitável” pela Justiça Eleitoral. Além do mais, o número de votos obtido foi insignificante, considerando-se o montante gasto.


Laranja madura 2


Ora, tudo isso poderia, muito bem, ser evitado se a legislação eleitoral fosse feita com mais denodo, com mais lisura. A cota de 30% de candidatas mulheres, por exemplo, é uma afronta à liberdade das pessoas e as mulheres, estranhamente, não se indignaram nem reagiram contra essa obrigatoriedade. Por essa “brecha”, os partidos (todos) preenchem as vagas com mulheres inaptas, sem expressão política e fazem uso do Fundo Eleitoral sabe-se lá como. Isso é fato.

 

Com todo o gás


Valmor Barbosa será o novo presidente da Sergás em substituição a Eugênio Dezen que havia substituído Wellington Paixão. Chega bem disposto, por indicação pessoal do governador Belivaldo Chagas (PSD), no exato momento que Sergipe está prestes a se tornar um dos maiores produtores de gás do mundo.

 

Olha o gás


Quem está de olho no gás é José Carlos Machado. Quando deputado federal, Machadão defendeu a venda do produto de forma fracionada, a fim de beneficiar a população de baixa renda. A sua ideia está sendo defendida pelo Governo Federal, que também quer baixar o seu preço. Machado está presidindo e reorganizando o DEM. Trabalha para que o partido tenha uma candidatura de peso para a prefeitura de Aracaju. Por ele, a senadora Maria do Carmo seria a candidata. Já trabalha pra isso.


BR da morte


A interminável obra de duplicação da BR-101, em Sergipe, continua se arrastando, numa morosidade terrível. Buracos na pista e falta de sinalização adequada colocam em risco a vida de quem por ela transita. Na última quinta 25, um caminhão bateu na cabeceira de uma ponte, em construção, e duas pessoas morreram. Lamentável!


Bom pagador


O prefeito Marcos Santana, de São Cristovão, mudou, radicalmente, a situação do município. Se antes a administração atrasava o pagamento de fornecedores e funcionários, hoje, a realidade é bem outra. A prefeitura realiza várias obras e os servidores recebem dentro do mês. Quinta, 31, já podem ir ao banco.


Sem manutenção


Um morador da Barra dos Coqueiros postou, nas redes sociais, algumas fotos da ponte Construtor João Alves (Aracaju/Barra), mostrando a visível falta de manutenção da mesma. Numa delas, é possível ver que a ferrugem corroeu parte da grade de proteção que fica ao lado da pista de pedestres. Um perigo iminente para quem caminha por lá.


Enquanto isso...


Em Itabaiana, o prefeito Valmir de Francisquinho continua acelerando a sua administração, asfaltando ruas e realizando obras em vários povoados. Recentemente, adquiriu novos equipamentos que foram utilizados no asfaltamento da rua Manoel Antônio Pereira, no fundo do Cemitério Santo Antônio.


Boca no trombone


Os vereadores de Canindé de São Francisco, Weldo Mariano (presidente da Câmara), Joselildo Nascimento (Pank) e Zé Calói (ex-presidente) estiveram no Programa Sergipe em Debate, apresentado por Messias Carvalho, na Aperipê, e desceram o “sarrafo” no prefeito Ednaldo da Farmácia. Falaram do caos no município que está com salários e fornecedores atrasados, aulas suspensas, combustível cortado, e etc. Os três acham que a Justiça deveria intervir para resolver a situação. Existe uma CPI em andamento na Câmara, mas, até agora, pouco andou.


Salvando a lavoura


O secretário municipal de Educação de Propriá, Rafael Sandes, tem sido o contraponto da pálida administração do prefeito Iokanaan Santana (PSB). Com uma visão muito à frente, o moço está fazendo a diferença e se destacando como ótimo gestor. A Escola Padre Luiz Henrique, que em 2017 tinha apenas 70 alunos, acolhe cerca de 500 crianças, que estudam em tempo integral, com direito a três refeições. Sem dúvida, uma referência na educação do Baixo São Francisco e exemplo para outros municípios.


Saudosa Maloca


Tal qual o samba do Adoniram Barbosa, a administração da Arena Batistão está querendo “desalojar” a crônica esportiva, que há 50 anos tem o seu espaço naquela praça de esportes. Sem motivo nenhum e sem diálogo com a ACDS, a Superintendência de Esportes quer, por que quer, o espaço da Tribuna da Imprensa para receber amigos, apadrinhados e políticos.

Biguzeiros F.C.


Ultimamente, os jogos do Confiança têm sido de casa cheia, face a possibilidade de subir para a sonhada Série B. De igual modo, aumentou, também, o número de “biguzeiros” que frequentam a Tribuna do Governo e se deliciam com bebidas e tira-gostos. É lamentável que para acomodar esses “sanguessugas” a imprensa esportiva tenha que ser despejada do local que sempre lhe foi reservado. Uma falta de respeito para com os profissionais que promovem e trabalham pelo nosso futebol.

 

Por: César Cabral - 93ª Edição da Coluna na Gazeta de Estância

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.