Que a Justiça é cega, todos já sabemos, há muito tempo. Mas, a surdez de alguns ministros da Suprema Corte é algo muito estranho. Incrível como alguns reagiram ao vídeo que circulou nas redes sociais, onde o presidente Bolsonaro é representado por um leão atacado por diversas hienas que simbolizavam o Congresso, Partidos Políticos, imprensa e o próprio STF. O decano Celso de Mello achou um desrespeito e um “atrevimento”, a simbologia retratada no citado vídeo.


Justiça cega 2


Realmente, do ponto de vista constitucional, foi uma afronta à harmonia dos Poderes. Todavia, estranheza maior é não se enxergar a enxurrada de outras produções caseiras que desqualificam, e muito, o comportamento de determinados ministros. O campo livre da internet está abarrotado de sátiras e piadas de mau gosto contra o Supremo. Isso sim, é que é muito mais preocupante, sob todos os pontos de vista. Só não ver quem não quer.


Reviravolta em Canindé


Afastado pela Câmara Municipal de Canindé de São Francisco, o prefeito Ednaldo da Farmácia entrou com uma Ação na Justiça pedindo a anulação da sessão da Câmara que o cassou, alegando uma série de erros jurídicos cometidos pelo parlamento municipal. O mais gritante, segundo Ednaldo, foi a votação ter sido secreta, uma vez que o STF editou, recentemente, uma súmula vinculante que determina votação aberta, pelo legislativo, nos casos de cassação do chefe do Poder Executivo.


Reviravolta em Canindé 2


Na última quinta-feira, 31, a Promotoria de Justiça da Comarca de Canindé, através o promotor Dr. Emerson Oliveira Andrade, se manifestou favorável ao pleito do prefeito cassado, reconhecendo a nulidade absoluta do julgamento realizado pela Câmara Municipal, por erro procedimental, o que torna sem efeito o referido afastamento. Caso o Juiz da Comarca, Dr. Sérgio Fortuna de Mendonça, acate o Parecer da Promotoria, Ednaldo da Farmácia reassumirá imediatamente a prefeitura de Canindé de São Francisco.


Segure o rojão

 

Como a vida dá muitas voltas, quem soltou foguete na saída de Ednaldo da Farmácia pode, a qualquer momento, sair correndo para catar as varas. Se Ednaldo foi bom ou ruim prefeito, aí são outros quinhentos. O que se discute, neste momento, é o rito pelo qual ele foi retirado da prefeitura. A regra é clara.

 

Presente de grego


Finalmente, parece que o Brasil vai descobrir a origem do óleo que atingiu todo o litoral nordestino e a motivação desse terrível desastre ambiental. Segundo a Polícia Federal, um navio grego teria derramado o óleo em águas internacionais, no final do mês de julho. O importante é saber a causa do derramamento e punir os culpados.


Ponte do Mato


Se Estância tem o seu Porto do Mato, recanto turístico agradável, Aracaju tem a sua Ponte do Mato. É assim que se encontra a ponte Construtor João Alves, que liga a capital à Barra dos Coqueiros. Lamentavelmente, o descaso do Governo está permitindo que o mato tome conta de um dos mais bonitos cartões postais de Aracaju. Ainda bem que à noite ninguém vê o mato, pois a escuridão não permite.


Imprensa no FASC


A prefeitura de São Cristovão está credenciando os jornalistas profissionais que vão fazer cobertura do Festival de Arte. O período de inscrição termina no próximo dia 6 e os interessados deverão encaminhar nome, DRT e veículo para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.


Dia de São Nunca


Esta é a data marcada pela SMTT de Aracaju para implantar mão única nas ruas Nestor Sampaio e Nelson Hungria. O trânsito é caótico nos horários de pico e, até agora, ninguém fala sobre essa imperiosa modificação. Sem data definida, nada acontece nesta vida.


Centro segura


A CDL Aracaju já solicitou ao Comando da Polícia Militar reforço policial para o centro comercial, Bairros São José e 13 de Julho. A medida se justifica pelo aumento das vendas no período natalino. Nesse período é comum o aumento de transeuntes e a frequência de delinquentes, também. Desses, nem o Papai Noel escapa.


O que é que há?


O Banese, o outrora “Banco dos sergipanos”, ultimamente vem deixando muito a desejar. A maioria das agências está fechando o auto-atendimento nos finais de semana, causando transtorno à sua clientela. Os cashs estão sempre em “manutenção” e as filas em dia de pagamento de servidor público tiram qualquer um do sério. Estranhamente, o Banese empurra seus clientes para os chamados Pontos Banese. Ponto final.


Pensando bem


Com toda essa sujeira de óleo nas praias, mais prudente é trocar o banho de mar pelo banho de bar. De leve!


Por: César Cabral - 107ª Edição da Coluna na Gazeta de Estância
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.