Em sessão realizada na tarde desta quarta-feira, 27, o Vereador Artur do PT, fez um discurso analítico sobre a eleição interna do Partido dos Trabalhadores (PT), o mesmo também desabafou na tribuna a respeito de uma publicação na imprensa sobre o acordão.

“Eu agi de forma muito tranquila diante do posicionamento que eu tomei para a eleição interna do PT no primeiro turno fazendo opção para uma candidatura que não era organicamente do meu grupo, do grupo da minha tendência, e no segundo turno fazendo uma composição política com o companheiro Dudu. Com muita tranquilidade e dedicação naquilo que eu fiz a aposta que foi a candidatura dele para o segundo turno”, salientou o Vereador Artur.

“As eleições internas do partido foram um momento impar, que pararam essa cidade com a movimentação. No primeiro turno votaram 659 filiados, no segundo votaram 759 militantes, ou seja, do primeiro para o segundo turno cem filiados a mais. O partido dos Trabalhadores tem cerca de 1.300 filiados aptos a votarem. O partido teve nessa eleição, 982 petistas, deixando de votar 223”.

“No primeiro turno, o companheiro Mário Dias teve 254 votos, o professor Dudu teve 204 votos, Paulo André que foi o nosso candidato de primeiro turno teve 125 votos. No segundo turno Dudu e Mário Dias. Dudu obteve 374 votos, Mário 379 votos. Mário cresceu 125 votos e Dudu 170 votos. Então esses são os números da eleição interna do PT”.

O vereador Artur de forma democrática parabenizou o atual presidente do PT e agora reeleito Mário Dias e toda a sua militância. Aqueles que vieram contribuir com essa eleição. “Eu quero aqui nessa tribuna, já fiz isso nas emissoras de rádio, parabenizar o presidente eleito e toda a sua militância, aqueles que vieram votar e principalmente aqueles que tiveram força e peso para colocar filiados para votar”, disse.

APOIO EXTERNO

Ainda no seu pronunciamento, o vereador aproveitou a oportunidade para fazer um analise dos apoios substanciais do atual presidente Mário Dias. “Sinceramente, Mário tinha apoios substanciais, e eu não tô aqui e não quero fazer desculpa de quem perdeu. Eu vou mostrar que a tática da candidatura vencedora foi melhor do que a nossa. Disse isso aos companheiros em uma conversa e estou revelando aqui nessa tribuna”. Relatou o petista, destacando ainda que nasceu e se criou no PT e finalizará enquanto político no referido partido. Enfatizou Artur.

DOMINGUINHOS DO PT

O parlamentar também petista, José Domingos Machado Soares (Dominguinhos do PT), interagiu com o colega Artur sobre a sua profunda reflexão do PED em Estância. “Quero dizer ao companheiro Artur que vi a sua reflexão, seu silêncio no segundo turno, isso é legitimo isso é da política vereador Artur. Vossa excelência tem realmente uma força muito grande o maior líder do PT, tem o maior número de filiados do partido”.

“Eu sei que, o senhor é um bom analista, pegou os dados e mostrou o crescimento de Dudu que foi maior do que o crescimento de Paulo André, agora eu queria apenas fazer uma reflexão com o senhor rapidamente e dizer o seguinte, a companheira Marisa tem peso, companheiro Hiroxe, Jocélio. Agora vereador você é uma referencia pública extraordinária, está no movimento sindical desde 1987, conduz um sindicato grandioso.”

“Estou falando como referencia pública que o senhor é. O candidato professor Dudu, ele é presidente da CUT representou a chapa nacionalmente, tem viajado e conhecido o mundo. O Joaldo conduz um Hospital há muito tempo, Não vai comparar com o companheiro Hiroxe”.

“Então em encerro dizendo ao vereador Artur que devemos conversar, e outra coisa, o senhor é a peça mais importante do PT hoje para dialogar, sabe porquê? Vossa Excelência tem um carinho por mim e eu tenho um carinho pela sua pessoa, e o senhor foi quem levou o professor Dudu a ter essa margem de votos extraordinária, então Vossa Excelência tem prestigio lá e cá”, destacou Dominguinhos.

ARTUR – ACORDÃO

“A candidatura de Mário Dias ganhou com quatro votos, que também poderia perder, por quatro votos. A eleição foi extremamente disputada, é por isso que eu digo tem que se abraçar a parabenizar a todos os companheiros que se debruçaram pela candidatura mesmo, e foram atrás do resultado. Mário virou a eleição no final da tarde”.

Revoltado com o Deputado Federal Márcio Macêdo sobre o famoso acordão, o parlamentar desabafou dizendo que o companheiro é um menino da barriga verde. “Eu aceito de qualquer militante. Agora o Deputado Márcio Macêdo não pode se comportar como um garoto. Talvez até na idade que é bem mais novo do que eu. Mas Márcio é um Deputado Federal e colocar num Jornal”. “O PT DE ESTÂNCIA REJEITOU UM ACORDO DE ROGÉRIO, ANA LUCIA, DUDU ARTUR, JOALDO: DAVID DERROTOU O GOLIAS”.

“Se for pela estatura, o David vai ser Dudu pelo tamanho. Um homem que como Deputado Federal fica falando besteira em jornal, sinceramente isso me irrita mais de qualquer outra agressão que eu tenha sofrido nessa campanha, que Márcio não é um menino, ele é um Deputado Federal, devia ter a responsabilidade com esse partido, com os companheiros de Estância. Porque ele sabe que isso não contribui com o partido e Vossa Excelência em momento nenhum usou isso, eu tenho certeza que repreendeu Mário para que não use acordão, porque acordão é discurso panfletário de campanha, não cabe mais agora.”

“Como é que vamos fazer unidade, vamos construir o acordão agora, o acordão do Partido dos Trabalhadores, com esse tipo de coisa”.

“Sair com notinha num jornal, parecendo menino de colégio, parecendo universitário principiante. Sinceramente isso irrita por mais que eu seja calmo Eu sou calmo mesmo, sou um poço de calma. Agora tem limite, Márcio pecou, e pecou feio. Eu espero que ele venha e peça desculpas, que isso não cabe, não assenta para ele um Deputado Federal. Talvez seja o desabafo de ter sido derrotado no primeiro turno, consolação com essa notinha, ou dá o troquinho como se fosse prêmio de consolação. Isso aqui o PT de Estância não é prêmio de consolação de ninguém. Não é um partido consolidado. É um partido com a militância que todos, seja dos dois lados, ficaram de queixos caídos com a eleição de Estância. Sabe por quê? Porque não vê isso na capital.”

“Portando Márcio tem é que pedir desculpas por ter agido como menino da barriga verde em estar colocando notinha em jornal, dizer que venceu o acordão. Que acordão? Em nenhum momento eu falei de força externa. Eu disse que a tática de vocês foi melhor que a nossa”.

“Agora eu quero parabeniza-lo e reconhecer as pessoas que fizeram a força e fez a diferença na eleição do PT. Melhor do que um Deputado como Márcio, com a experiência que tem sair com notinha de menino da barriga verde”, desabafou o vereador Artur do PT.

Redação Gazeta de Estância.com.br