Em Aracaju, candidato a presidente municipal será Jefferson Lima, que também conta com o apoio das principais correntes do partido

Em ato que reuniu centenas de militantes e lideranças políticas do PT, realizado nesta segunda-feira (20), em Aracaju, a maior parte das correntes do partido em Sergipe se uniram em torno da candidatura à reeleição do presidente estadual da sigla, Rogério Carvalho. Também foi lançado o ex-coordenador nacional de Juventude, Jefferson Lima, como presidente do Diretório do PT em Aracaju. No evento, o secretário nacional de Finanças do PT, Márcio Macêdo, ressaltou que a unidade se construiu de forma programática e coletiva. Ele disse ainda que a candidatura de Jefferson Lima representa a renovação e a ocupação de espaços pela juventude.

 

Apoiam a permanência de Rogério Carvalho na presidência estadual do PT e a eleição de Jefferson Lima na presidência do Diretório de Aracaju as correntes Construindo Um Novo Brasil, Movimento PT, EPS, PT Classista e Militância Presente. Intitulada “Várias forças, uma só luta”, a chapa reúne assim os principais agrupamentos internos do partido, unindo, além de Rogério Carvalho e Márcio Macêdo, o deputado federal João Daniel, o deputado estadual Francisco Gualberto, os prefeitos Chico dos Correios (Nossa Senhora da Glória) e Pedrinho da Silva (São Domingos), a ex-deputada Conceição Vieira, Silvio Santos, o ex-coordenador nacional de Juventude do governo Dilma Rousseff, Jefferson Lima, entre outras lideranças.

 

“Este ato entrará para a história do partido. Este momento é de reconstrução do nosso partido. Vivenciamos dificuldades. Houve um golpe parlamentar, vivemos um regime de exceção. É um momento que merece atenção e ação contundente contra o golpe. O PT está resistindo. Não podemos nos acovardar. Não há tempo para divisão. É tempo de maturidade. Nossas divergências são muito pequenas diante da importância do nosso partido. O PT é o instrumento da classe trabalhadora. Temos que ter unidade. O melhor para o partido é a unidade”, afirmou Márcio Macêdo.

 

“Esta unidade que se concretiza hoje é programática. É importante que o PT tenha paz para se reaproximar dos movimentos sociais. A unidade é fundamental para resgatar as políticas públicas e para o projeto de 2018. Precisamos estar coesos para reconduzir Lula à Presidência da República. Esta unidade foi construída à luz do dia. Neste processo, percebi que o sentimento da imensa maioria é o desejo de unidade e paz. Este foi um processo construído coletivamente. É o caminho acertado. Respeitando a pluralidade, estamos unindo as diversas correntes e fazendo um gesto no sentido da unidade”, reiterou.

 

O presidente estadual do PT, Rogério Carvalho, disse que o momento é de “encarar os desafios para conquistar a maior unidade possível”. “Esta unidade se dá da forma que estamos aqui: várias forças e uma luta. Vamos retomar todos juntos o que o Brasil perdeu, que é o povo reconstruindo a sua própria história”, afirmou. O deputado estadual Francisco Gualberto reiterou a importância da unidade dos petistas. “A gente contribui mais ao PT defendendo esta unidade que está sendo oficializada neste ato”, destacou. O prefeito de Nossa Senhora da Glória, Chico dos Correios, por sua vez, afirmou que “o PT não comporta uma rachadura, mas união”. “Temos que falar a mesma língua”, defendeu.

 

Participaram do ato os secretários estaduais Esmeraldo Leal e Olivier Chagas; o presidente da Funcaju, Silvio Santos; a suplente de deputada estadual, Conceição Vieira; o prefeito de São Domingos, Pedrinho da Silva, além de vereadores, presidentes de diretórios municipais e ex-prefeitos.

 

Por Valter Lima