O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Estância - SINDSEME, mobilizou diante da convocação da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) e das Centrais Sindicais na manhã de quarta-feira, dia 15, os trabalhadores da sua base de representação que ocuparam as ruas em ato com passeata e panfletagem na feira livre central da cidade, denunciando o retrocesso sem precedentes que representará se aprovada a PEC 287/2016 (Proposta de Emenda a Constituição) da Reforma da Previdência.

Usando o itinerário que já bastante familiarizado pelos movimentos sociais e sindicais, os servidores marcharam da Praça Princesa Isabel, Santa Cruz, até a Prefeitura (Paço Municipal), como também a sede do Poder Legislativo. Com falas de ordem, entrega de material impresso, e cobrança que o Prefeito Gilson Andrade saia com uma nota pública se posicionando contrário à reforma previdenciária e dos Vereadores que instalem uma frente parlamentar para debater com a sociedade. Ainda fez parte do roteiro de atividades deliberadas, a distribuição de panfleto na feira.

 

O Presidente, Carlito Lemos, disse que a proposta em tramitação no Congresso Nacional é desprovida da participação popular, retira o direito real da aposentadoria e desconsidera a desigualdade de gênero.

 

“Contribuir 49 anos é um absurdo. E que teremos de ocupar de fato as ruas desta Cidade, Estado e Pais para barramos essa aprovação”.

 

Em falas de apoio, os parlamentares Artur Oliveira (PT) e o Dionísio Neto (Rede), parabenizaram o movimento, colocaram os seus mandatos a disposição e se posicionaram contra a referida reforma em curso.

 

Fora golpista Temer!

 

SINDSEME, MUITAS LUTAS, MUITAS CONQUISTAS!

 

ASCOM