O deputado estadual Augusto Bezerra foi condenado às penas de cassação do mandato e inelegibilidade por oito anos em ação ajuizada pela Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE), por meio da Diretoria de Controle Externo de Obras e Serviços (Dceos), promoverá nesta quarta-feira, dia 20 de junho, às 9h, um encontro para apresentação das medidas de Transparência previstas pela Resolução nº 311/2018, que trata da disponibilização de dados e informações nos portais da transparência das unidades jurisdicionadas, assim como procedimentos de avaliação, fiscalização e sanções a serem adotados pela Corte de Contas.

O plantão das últimas 24h do Instituto Médico Legal (IML), recolheu um corpo do povoado Curimã, zona rural do município de Estância.

Até agora ninguém entendeu as atitudes do vereador Pastor Alves (PRB) que, de uma hora pra outra, atacou duramente os também pastores Jony Marcos e Heleno Silva, seus correligionários, descendo a madeira sobre a idoneidade de ambos e questionando a saída deles da base aliada do governador Belivaldo Chagas.

O chefe de cartório da 6ª Zona Eleitoral, Albérico Barreto Fonseca, representou o juiz eleitoral Alício de Oliveira durante o debate sobre as normas eleitorais para as Eleições 2018, promovido pela Associação Comunitária Sócio-Cultural Mar Azul, de Estância.

Apesar da não finalização do julgamento do processo que envolve o suposto desvio das verbas de subvenções da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), a procuradora regional eleitoral, Eunice Dantas, responsável pela condenação dos deputados na esfera estadual, afirmou que mesmo sem o término do julgamento os deputados já estão inelegíveis.

Pedido de vista do ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Tarcísio Vieira de Carvalho Neto suspendeu, nesta terça-feira (12), o julgamento dos recursos de 22 deputados estaduais de Sergipe denunciados pelo Ministério Público Eleitoral por irregularidades na utilização de recursos da Assembleia Legislativa do estado (Alese). Os parlamentares são acusados de praticar conduta vedada em ano eleitoral, por terem destinado em 2014 parte da verba de R$ 1,5 milhão, que eles têm à disposição, para entidades assistenciais de forma indiscriminada e em benefício de candidaturas.

Pedido de vista do ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Tarcisio Vieira de Carvalho Neto suspendeu o julgamento dos recursos de 22 deputados estaduais de Sergipe envolvidos em supostas irregularidades na destinação de verbas de subvenções sociais da Assembleia Legislativa do estado (Alese) a entidades filantrópicas em 2014.

 

CLIK NA FOTO E CONFIRA ÁLBUM DO CORTEJO JUNINO 2018

Online

Temos 21 visitantes e Nenhum membro online